Devido o descumprimento do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que venceu no dia 31 de janeiro de 2018, os servidores públicos da cidade de Canaã dos Carajás-PA, votaram e aprovaram ato público e greve na Assembleia Geral Extraordinária e Unificada, dos sindicatos da cidade, no dia 06 de fevereiro de 2018, às 18 horas, no auditório do Sine.

E para mostrar força e união da categoria antes da greve, os servidores fizeram um ato público em frente à Prefeitura Municipal no dia 08 de fevereiro, manifestando com faixas e gritos de guerra, buscado ter seus direitos respeitados.

De acordo com os sindicatos envolvidos no manifesto, nada disso estaria acontecendo se o prefeito tivesse cumprido o Termo de Ajuste de Conduta que venceu no final de janeiro, sendo que nesse termo assinado entre o Governo e o Ministério Público, garantia um aumento salarial de 13% aos servidores.

No mesmo dia que foi realizado assembleia, na manhã de terça-feira (06), 09h, os sindicatos estiveram reunidos com o prefeito Jeová Gonçalves de Andrade (PMDB), onde disse que precisava aguardar até maio para ver a possibilidade de dar algum aumento e marcou uma nova reunião para o dia 27 de fevereiro. Ainda na reunião, os sindicatos compararam o aumento de arrecadação já percebido entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018, juntamente com os gastos da administração pública no ano anterior que inclusive, ficaram abaixo dos valores orçados que permitiria o prefeito conceder o que é de direito do trabalhador sem comprometer o município, se tivesse boa vontade. 

Durante assembleia foi colocado às informações sobre a reunião com o prefeito e os servidores se pronunciaram e colocaram as suas indignações do caos que vem acontecendo na cidade de Canaã, do qual, os trabalhadores vêm sendo colocados em último plano há mais de 3 anos sem receber sequer as perdas inflacionarias, tendo seu poder aquisitivo comprometido.

Em seguida, os sindicatos fizeram os encaminhamentos sugeridos pela plenária que votaram e aprovaram greve geral a partir do dia 19 de fevereiro, mas antes, teve o primeiro ato público no dia 08 e o segundo acontecerá no dia 15/02, na porta da Prefeitura e da Câmara Municipal, na tentativa de sensibilizar o prefeito a negociar com a categoria.

Os sindicatos que estão nessa luta são: SISPUMCAC, SINTEPP, SINTESP, SINATC, ASCONCC e SINVEPA.

A Central Força Sindical e Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, se fez representada por um dirigente dando apoio na luta dos servidores de Canaã dos Carajás e contribuindo para o fortalecimento da categoria, que diante do cenário, a cidade deve parar no próximo dia 19.