Desta vez, foram os servidores da saúde que ficaram para trás sem receber os seus pagamentos, já que no que no mês anterior havia acontecido com os servidores da educação, provocando um cenário contraditório na economia do município, que de um lado tem queima fogos e de outo atrasa o pagamento de salários, tendo em vista, que há mais de 4 mandatos a prefeitura sempre pagou até o último dia do mês.

Na reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde (CMSP), foram debatidas diversas pautas como: plantões, locação de imóvel e posse dos novos conselheiros de saúde.

NO ÚLTIMO DIA 16 DE NOVEMBRO O SINSEPPAR SE REUNIU COM A CATEGORIA DOS ACE – AGENTES DE COMBATES AS ENDEMIAS